17 de outubro de 2018 Comentários (0) Artigos & Dicas, Treino & Saúde

A HIDRATAÇÃO DO CICLISTA

A gestão da ingestão de líquidos e electrólitos é provavelmente o aspecto mais negligenciado pelo atleta amador ou até mesmo pelo profissional.

Durante o desenvolvimento do exercício físico, a atividade metabólica pode aumentar até vinte vezes. Muita da energia dispendida, é liberada em forma de calor, proporcional á intensidade do exercício. Este calor é dissipado do corpo do atleta pela evaporação do suor. Cada grama de suor evaporado, remove aproximadamente 0,6 kilocalorias. O suor é a forma mais efectiva de transferência do calor do corpo para o meio ambiente.

A produção de suor é proporcional á subida da temperatura do corpo e pode exceder os dois litros por hora. No atleta que não consiga por variadas razões, uma adequada termoregulação, o nível de perdas líquidas pelo suor pode ser superior ao nível de absorção de líquidos pelo intestino e nesta situação passa a haver um défice de água, instalando-se um estado de desidratação.

A desidratação deve ser sempre muito preocupante para o atleta, quer pelos inerentes riscos cardiovasculares, quer pela perda de desempenho (performance) que provoca e também por ser terreno favorecedor para o desenvolvimento de lesões de sobrecarga, particularmente no tendão.

ALGUMAS NORMAS PARA CONTROLE DA DESIDRATAÇÃO

Duas horas antes do desenvolvimento da atividade física (treino ou jogo), o atleta deve ingerir dois bons copos de água ou de uma bebida dita “ sport drink “. Meia hora antes, deverá voltar a ingerir mais um bom copo. As “ sport drinks “ não podem ter mais de 8% de hidratos de carbono, de modo a não haver uma diminuição na sua absorção no intestino. Os sumos de fruta e as bebidas com frutose, não podem ser ingeridas pela mesma razão e por poderem provocar sérios problemas gastrointestinais durante o treino ou o jogo.

Durante o desenvolvimento da actividade física, o atleta tem necessidade de fazer ingestão a cada 15 / 20 minutos, de 200 ml de uma bebida que contenha sempre: 6 gr. de cloreto de sódio e de 60 gr. de glicose ou sacarose, por litro. Pode utilizar em alternativa, qualquer das “ sport drinks “ de qualidade existentes no mercado. O ATLETA NUNCA PODE BEBER ÁGUA SIMPLES.

Do mesmo modo não pode ingerir águas minerais e ou bebidas com gás, como laranjada, gasosa, cola, etc.

COMO FAZER A REHIDRATAÇÃO

O atleta deve efectuar sempre, antes e depois do desenvolvimento do exercício físico, a sua pesagem e fazer o registo desta (em caderno próprio).

Por cada quilo perdido, deve efectuar nas 6 horas seguintes, a ingestão de 1,5 litros de uma bebida que contenha sempre: 6 gr. de cloreto de sódio e de 60 gr. de glicose ou sacarose, por litro. Pode ingerir água simples às refeições, desde que coma os alimentos com sal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *