28 de março de 2018 Comentários (0) Artigos & Dicas, Cicloturismo

Conheça o Brasil em duas rodas

Quer andar de bicicleta por trilhas fantásticas com paisagens deslumbrantes? No Brasil, existem opções para todos os gostos e níveis.

As ciclovias começam a se multiplicar no Brasil, e cada vez mais pessoas deixam seus carros na garagem e privilegiam as bicicletas para percursos curtos e dentro da cidade. No entanto, se as bicicletas estão começando a conquistar os centros urbanos, já faz muito tempo que elas ocupam as estradas e trilhas do país, que oferecem rotas incríveis para os amantes das duas rodas.

Se você é um ciclista iniciante, amador ou profissional, que prefere trilhas em terra, no mato ou no asfalto, existem caminhos para todos os gostos.

Para iniciantes

Para quem está começando, uma boa dica é fazer caminhos mais planos e curtos. A rota de 28 km entre Gramado e Canela, na Serra do Rio Grande do Sul, atende aos dois requisitos e pode ser percorrida independentemente ou com a assistência de uma agência de viagens. O passeio inclui paradas para admirar a paisagem e visitas a vinhedos e cervejarias (no entanto, se pedalar, não beba!).

O Parque Estadual Turístico do Alto da Ribeira, em Iporanga, em São Paulo, também possui uma trilha de nível fácil, passando pelo Rio Ribeira e chegando à Cachoeira Taquaruvira. Mas se você quiser praticar sem sair da cidade, não pode perder a ciclovia do litoral do Rio de Janeiro, que parte do Recreio dos Bandeirantes e chega ao Aterro do Flamengo, em uma rota deslumbrante que passa pelas praias e pelas elevadas Avenida Niemeyer, à beira-mar.

Para experientes

Aqueles que já se aventuram em rotas mais complicadas vão adorar a Rota do Descobrimento, no estado da Bahia, que liga o Prado a Porto Seguro. A viagem não é longa, 110 km, mas recomenda-se fazê-lo sem pressa, parando para observar falésias, atravessando rios, acampando na grama ou na areia e mergulhando nas praias paradisíacas da região.

No mesmo espírito deste passeio é o Circuito Costa Verde & Mar, com partida e chegada em Balneário Camboriú, passando por lugares como Ilhota, Porto Belo e Bombinhas, em meio a muitas belezas naturais. Caso você procure por uma trilha com um visual diferente, você precisa conhecer o Caminho da Luz, em Minas Gerais, unindo Tombos ao Pico da Bandeira. Com 180 km, foi assim batizado por causa das minúsculas peças e mica e cristal presentes no caminho e nas serras, fragmentos que brilham e refletem a luz do sol!

Para especialistas

Mas se a sua preferência for por trilhas realmente difíceis, então comece pelo mais clássico de todos, a Estrada Real, que liga Diamantina a Paraty e passa pelos estados de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro. O percurso total é de 1.000 km (isto é, mil quilômetros!), É quase toda estrada de terra e promove uma viagem ao Brasil a partir do século XVIII, percorrendo cidades históricas da Corrida do Ouro Brasileira e muitas belezas naturais.

A Chapada Diamantina, na Bahia, também é destino de ciclistas. Entre suas muitas trilhas, existem 270 km que percorrem toda a Chapada, passando por suas principais atrações. O local abriga importantes eventos de ciclismo, como o Brazil Ride, uma das maiores competições esportivas da América Latina. Outro caminho onde a natureza impressiona é o que liga Novo Acordo à Ponte Alta do Tocantins, no Jalapão, no estado do Tocantins. O trecho de 450 km é extremamente difícil, especialmente por causa da quantidade de areia nas estradas. No entanto, o esforço é recompensado pelo belo pôr do sol e mergulhos em cachoeiras cristalinas.

Agora, que tal preparar o equipamento, rever a moto e seguir para a sua trilha favorita? Seu corpo agradece o seu por isso. Bem como sua mente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *